sexta-feira, 21 de março de 2014

Todos os homens são iguais...

Imagina se todos os homens do mundo se parecem com o Neymar...

Ontem, no caminho pra faculdade, enquanto prestava atenção em como o céu fica lindo quando o sol está se pondo, o que faço todos os dias, também prestava atenção na conversa dos meus colegas de viagem, o que também faço todos os dias, porque sou curiosa mesmo, e ficar só olhando o céu bonitinho é um saco, vamo parando a baboseira né?

Mais do que nunca, eles estavam fazendo muito barulho, que nem os fones no ouvido com o som no último volume me impediram de escutar. Se bem que meu celular é um lixo e o volume nem é tão alto assim, vai.

A conversa consistia em duas mulheres (uma que já vem de um divórcio por, supostamente, não querer lavar as cuecas sujas do marido, o que não me pareceu mentira, e outra que está num relacionamento onde desconfia que o namorado esteja sendo infiel por ver uma ligação de 30 segundos no celular do dito cujo, para uma, com o perdão da palavra, rapariga) discutindo com uns cinco caras as suas conturbadas relações. Eis que surgiu a famigerada frase: “Todos os homens são iguais, nenhum presta”.

Olha, não to aqui pra defender ninguém, mas eu fico muito fula com mulher que diz que todos os homens são iguais... ou pode ser inveja pela mesma já ter provado todos os homens do mundo, porque só assim eu consigo entender o fato dela achar realmente que todos os homens são iguais.

Daí virão os chatos reclamar: “ainn mas é só modo de falar, toda regra tem exceções, você mesma falou no seu texto (esse), ta se contradizendo”. Primeiro: você é chato pra caralho. Segundo: nesse caso é diferente, o “toda regra tem exceções” não fica subentendido porque pra quem propaga tal frase, não há exceções.

O problema é que as mulheres se acham superiores aos homens, elas têm a idéia de que homem trai, mente, ilude..., e a mulher é um ser resguardado, virtuoso, vítima das atrocidades que o monstro homem comete contra sua indefesa pessoa. Balela, se nenhum homem presta, nenhuma mulher presta. Desilusão amorosa todo mundo tem, eu também já tive, mesmo sendo difícil de acreditar que algum ser humano se interesse por mim, mas parar pra pensar no que gerou a tal desilusão, ninguém para, o ser humano nunca quer admitir que algo possa ter sido culpa dele, é mais fácil se fazer de vítima e jogar tudo nas costas dos outros, “ainn homem é tudo igual, por isso meu relacionamento não deu certo, porque ele era um cachorro” “os homens são todos iguais, eu não consigo tomar decisões diferentes, frequento os mesmos lugares, sempre no mesmo dia da semana, com a mesma intenção: encontrar um homem legal, quando encontro, tomo a mesma decisão: achar que ele é um babaca e uma conversa ou bebida com ele não vai dar em nada.” Decisão errada, resultado errado. Fique sozinha, burra. “ainn os homens são todos iguais, então vou comparar o cara legal, com o babaca do meu passado, será que ele é tão legal quanto o meu ex? será que ele beija tão bem quanto meu ex? será que na cama ele é igual ao meu ex? não posso ficar com ele porque ainda gosto do meu ex, terminei recentemente, faz apenas 3 anos e 4 meses, preciso esperar as minhas feridas cicatrizarem.” Toda comparação é burra, porque ninguém é igual. Comparar o “ex-babaca” com o cara legal que acaba de aparecer é uma burrice. Existe sempre uma pessoa melhor no presente do que no passado. Esqueça o babaca, mesmo que ele tenha sido “o amor da sua vida” e blá blá blá

Mulher vive dizendo que quer um cara legal, romântico, sincero, e blá blá blá todas essas coisas que elas sabem que nenhuma pessoa é por completo, mas se ela conhece um cara ao menos parecido com tudo isso, um cara legal, que goste realmente dela, a primeira coisa que ela faz é colocar o coitado na friendzone, é claro que ninguém é obrigado a querer ninguém, mas daí você perde o direito de falar que não existem caras legais disponíveis, porque o que você quer mesmo é o que vai te fazer mal, sua vadia. É claro que nem todas agem assim, algumas sabem aproveitar as oportunidades, não vamos generalizar, né galerinha rsrsrs.

Cara, eu conheço umas mulheres muito canalhas pra falar a verdade, de não deixar barato pra qualquer homem que seja, em termos de traição, de farra, de saber magoar mesmo todas, ou ao menos a maioria de todas as pessoas com quem ela já se relacionou. Por isso eu repito, se nenhum homem presta, nenhuma mulher presta, porque o ser humano é que não presta, não existe gênero que defina.

Nenhum homem é igual. Uns são bonitos, outros nem tanto, o que nem faz muita diferença. Uns gostam de você, outros acham que gostam, uns fingem. Uns te prometem mundos e fundos, outros te prometem só o que podem oferecer. Uns gostam do seu cabelo, outros nem tanto. Alguns não ligam se você bebe muito, alguns dizem que você não pode beber porque a mãe dele não gosta, daí você manda ele tomar no cu. Alguns até bebem com você, mesmo que longe da mãe. Alguns não ligam se você fala palavrão pra caralho, outros riem quando você fala. Uns gostam do jeito que você fala. Uns até são parecidos com você. Uns te apresentam os amigos, outros te escondem. Uns nem ligam se você fuma, até fumam com você também. Alguns terminam com você pra ficar com sua amiga, bom, pelo menos ele não ficou com ela estando com você, veja pelo lado bom (quer dizer, você acha que ele não ficou né). Alguns rackeiam seu orkut porque você não quer ficar com eles, outros aceitam de boa. Uns te xingam porque você se atrasou, outros te xingam na hora certa. Uns te traem na primeira semana de namoro, outros nunca te traíram, ou pelo menos nunca deram bandeira rsrs.

Não culpe os outros pelas suas frustrações. Sei muito bem como é ser enganada, magoada, e não é uma exclusividade minha, todo mundo já passou por isso, até o cara canalha que te magoou ou vai te magoar. Se você tem medo de passar pela mesma situação de novo, apenas não arrisque, mas não venha com mimimi de que nenhum homem presta e todos vão fazer a mesma coisa com você. Obrigada, de nada.