quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Preguiça



Ok, o título e a imagem já dizem tudo né? Então tchau... Mentira, nunca que eu vou ter preguiça de fazer meus posts, (bom, na verdade eu demorei pra postar porque eu tava com preguiça sim, mas, enfim, isso não vem ao caso) mas do resto... Só de pensar já me dá sono e preguiça rs.

“O preguiçoso, conforme o senso comum, é aquele indivíduo avesso a atividades que mobilizem esforço físico ou mental. De modo que lhe é conveniente direcionar a sua vida a fins que não envolvam maiores esforços”  – Bem isso.

Eu sou a preguiça em pessoa. Normalmente, quando tenho aula, meu despertador me acorda de manhã às 4:30, mas eu fico enrolando na cama um tempão e sempre acordo na melhor parte do meu soninho =/ Ou melhor dos meus sonhos! Um dia eu tava sonhando com o sdç do Ian Somerhalder, sabe, ele deixava a Nina Dobrev pra ficar comigo, do mesmo jeito que vai acontecer na vida real quando me mudar pra Los Angeles e a gente se conhecer, mas, enfim, quando tava chegando o momento mágico do beijo, meu despertador toca ao som de We Found Love da Rihanna (achei que pelo fato da música ser animada, já ia levantar da cama pulando e dançando, engano meu). Que raiva! Aí fico pensando na vida, olhando pro teto e quando dá 4:45 eu levanto e com muito esforço, desço as escadas nem sei como, porque com certeza ainda estou de olhos fechados e com a cabeça looonge. Só acordo realmente quando a água gelada cai em mim.

A pior parte de toda essa preguiça e sono é quando eu chego na escola, se tiver algo importante pra prestar atenção já era, quando eu dou por mim, meus olhos estão lacrimejando de tanto sono e minha mente tá longe. Antes de a escola entrar em greve, isso acontecia sempre. Quarta – Feira. Primeiro tempo. Aula de física... O professor lá falando, gritando, na verdade, e eu viajando... Quem leu o post Crescer Dá Muito Trabalho, sabe de qual professor eu to falando, pra quem não sabe, eu só posso dizer que ele é foda e doido, e temido também, mas meu sono era maior que o meu medo. Resultado: encostei a cabeça na parede e dormi. Só lembro dele gritando: “TÁ COM SONO? SAIA DA MINHA SALA E VÁ DORMIR LÁ FORA” peguei as coisas e realmente fui dormir lá fora, depois de acordar e pensar bem, percebi que ia ser marcada pelo resto do ano, mas, aí veio a greve e quem sabe ele não esquece.

Quinta - Feira, primeiro tempo, aula de Inglês... tá bom que não vou dormir, sou boa em inglês mesmo, foda-se... E depois vem aula de química com uma professora que tem o cabelo do Willy Wonka (só que loiro), e fala Árabe, quando termina a aula, eu to mais perdida que funkeiro no show do Metallica.
Chego em casa depois de uma viagem de uma hora e meia, mas, durmo o caminho todo mesmo, tomo banho, almoço e quando penso que finalmente vou dormir... Tem alguma coisa pra estudar, é, mas, eu não estudo #fail. Fico no computador, e depois durmo. Antes ainda ia pra academia, mas fiquei quase um mês sem ir e desisti de vez :x
Como eu disse no começo do post, minha escola é federal e tá em greve, então a única coisa que muda é que eu não vou pra escola todos os dias (vou de vez em quando porque to ensaiando uma peça), então basicamente eu fico em casa dormindo, comendo, vendo TV e na internet ;) resumindo, to mais burra, preguiçosa e gorda do que nunca, mas, o pior é que eu adoro tudo isso de não ir pra escola e dormir pra caralho, isso não quer dizer que eu goste da greve. Acordo tarde pra caramba, e de noite não tenho sono, então só durmo lá pras 5:00, e quando tenho que ir pra escola ensaiar nem durmo, é muito tenso.

Todo mundo usa preguiça para descrever aquela falta de vontade de levantar na segunda-feira e ir trabalhar, ir pra escola, normalmente, define um sentimento físico, a moleza de ir a algum lugar. Eu amplio o leque de opções do uso dessa palavra. Preguiça passou a definir um estado de espírito, é usado pra definir qualquer falta de vontade de fazer qualquer coisa a qualquer momento em qualquer dia.
Sabe aquele dia em que você não tem vontade de tirar a bunda do sofá, nem pra usar o banheiro? Pois é, todos os meus dias são assim. E por que é que o ser humano tem tanta preguiça? Eu mesma tentei responder levando em conta o frio, o fato de ter feito alguma atividade física ou até mesmo só de pensar na pilha de coisas que tem para fazer depois. Mas, aí eu me dei conta, que eu também tenho preguiça no calor, nunca faço atividades físicas, e nunca tenho uma pilha de coisas pra fazer -.-
A tecnologia também favorece a preguiça, um grande exemplo disso é o controle remoto, um sinal de que você não precisa se levantar do sofá para mudar o canal da TV e, portanto, fica acomodado horas e horas...

Alguns exemplos de preguiça:























“Seu nome advém do metabolismo muito lento do seu organismo, responsável pelos seus movimentos extremamente lentos... Dorme cerca de catorze horas por dia, também pendurada nas árvores. Reproduz-se, como tudo que faz, na copa das árvores. Raramente desce ao chão, apenas aproximadamente a cada sete dias para fazer as suas necessidades fisiológicas.”  Não, não sou eu, é o bicho-preguiça.


Enfim, eu poderia ficar citando várias coisas a respeito da preguiça, porque existem muitos estudos sobre o assunto, mas decidi não fazer, porque to tipo de “férias”, onde a peguiça impera! Tchau, vou dormir.


Fiquem ao som do meu despertador