segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Um pouco de nostalgia, por favor: Novelas #1


Uma coisa que eu adorava quando era criança, era novela. É que antes existiam novelas que crianças podiam assistir, sabe, e o SBT era um prato cheio de novelas legais, mesmo que a maioria fosse mexicana, e meus irmãos odiassem e sempre ser uma briga que eu sempre ganhava, já que era a mais nova pelo controle da TV.
Então vamos ver uma lista de algumas das novelas mais legais da nossa infância.


#5 Floribella

Floribella foi uma novela produzida pela Band. Sua versão original é Argentina, intitulada Floricienta. Teve duas temporadas e fez muito sucesso (por incrível que pareça, sim, foi na band) com o público infantil, e foi até reprisada pelo Disney Channel.

Sinopse:
Flor (Juliana Silveira) perdeu a mãe cedo, é vocalista de uma banda, e vai trabalhar na casa de Fred (o Touro da Malhação) e se apaixona por ele. Fim. Não. O cara morre pro Mário Frias chegar na segunda temporada e se apaixonar por ela. Fim.
E os musicais, os clipes, sempre tinha uns no meio da novela, e eu adorava kkk, cara, meus irmãos me odiavam.





#4 Carinha de Anjo


Foi uma novela mexicana sério? produzida pela Televisa em 2000. Foi exibida no Brasil pelo SBT sério?

Sinopse:
Dulce Maria (Daniela Aedo) é uma menina de 5 anos. Com a morte de sua mãe, seu pai, afunda em depressão e dor, e decide ficar longe de tudo e todos. Dulce Maria é internada em uma escola de freiras chamada, ele então parte para o estrangeiro deixando tudo aos cuidados do seu irmão Gabriel, que é um sacerdote. Como toda novela de criança, aprontava travessuras e blá blá blá, que sempre eram permitidas de certa forma pelas irmãs Cecília e Fabiana, e pela Madre Superiora (que escondia um passado de alcoolismo e drogas ilegais quando era dona da fábrica de cerâmicas bracho). Dulce Maria tem um lugar secreto na escola conhecido como "O Quartinho Velho". Aqui, vem a imaginação na vida das crianças, onde ela vê e fala com a sua mãe Angélica. O pai volta noivo, de uma mulher que Dulce Maria não gosta e ela o junta com a irmã Cecília.
E Eu sempre quis ter uma boneca da Dulce Maria :/



#3 Rebelde

Gente, eu era só uma criança, não me julguem, por favor.
Rebelde era tipo, uma Malhação mexicana. No Brasil foi exibida pelo SBT, começou a ser reprisada pelo Boomerang e pelo TLN Network. Retratava diversos temas cotidianos como primeira relação sexual, drogas, corrupção, preconceito com obesos, orfandade, relacionamento pais e filhos etc malhação mexicana.

Sinopse:
Essa novela teve 58 temporadas, então resumindo: Seis adolescentes bonitos e brancos, onde três eram ricos e os outros três lascados e bolsistas, se conhecem na escola, se odeiam no começo e formam uma banda. A loirinha fica com o perturbado pobre que odeia o pai dela, a revoltada fica com o playboy, e loirinho ali é gay, por isso não quis pegar a Lupita. Fim.
Eu era, tipo, muito fã, tinha CDs, DVDs, pôsteres, mas aí eu cresci. E Fica a dica, se você tinha mais de 15 anos e gostava de rebelde, você tinha problemas mentais. Mas aí você tem doenças mentais agudas se você tem mais de 13 anos e gosta dessa versão brasileira.



#2 Cúmplices de um resgate


Mais uma novela infantil mexicana, que foi reprisada pelo SBT. É conhecida pela troca de protagonistas: A atriz Belinda, que dava vida às gêmeas Mariana e Silvana, foi bruscamente substituída por Daniela Luján.

Sinopse:
Silvana é uma menina de 11 anos que sonha em ser cantora. Vive numa luxuosa mansão com seu pai e sua mãe, que não tem tempo para ela. Silvana deposita muita confiança em Marina, babá que a acompanha desde o seu nascimento. Tudo muda quando Silvana assiste a uma festa popular onde conhece Mariana, uma menina que tem muita semelhança fisica com ela. Nasce então uma grande amizade entre elas, que decidem guardar em segredo, e começam a se encontrar com frequência. Mariana é a pobre. Como Mariana canta e dança muito bem, Silvana, que reconhece ter pouco talento, começa a achar que Mariana poderia tomar seu lugar em um teste. Mariana não gosta da ideia, mas acaba aceitando a troca depois que Silvana se compromete a tomar seu lugar num exame de matemática do colégio. O pai de Silvana morre e ela entra numa profunda depressão. Sua mãe  fica estarrecida ao tomar conhecimento que seu marido a deixou à beira da ruína. Mas ainda resta o talento de Silvana. Num certo dia, Mariana visita a amiga às escondidas. Ao ver Mariana, a mãe de Silvana se dá conta de que foi ela que cantou no lugar da filha. Então sequestra Mariana e a obriga a integrar o novo grupo musical. Enquanto isso, Silvana, ainda muito enferma, é deixada numa pequena cabana no fundo do jardim da mansão, aos cuidados de sua babá.
Ajudada por seus novos amigos do grupo, a quem confia sua verdadeira identidade, Mariana fará todo o possível para resgatar Silvana.

 Cusiosidades:
Após a substituição da atriz principal, a qualidade da novela caiu drasticamente, reduzindo-se apenas à banda da novela, e fazendo de Cúmplices de um Resgate a novela mexicana com mais discos lançados.
Belinda era muito elogiada pela crítica mexicana por sua interpretação de Mariana e duramente criticada por sua interpretação da nervosa Silvana. Para quem não sabe, Silvana nunca foi uma vilã, mas sim uma garota triste com uma forte depressão por sua madrasta não lhe dar atenção nem permissão para ter amigos. 
No último capítulo é revelado o rosto da dublê.

Belinda/Daniela Lújan



#1 A Usurpadora


A Usurpadora... que até está sendo reprisada pela 257ª vez pelo Sistema Brasileiro de Televisão, é a preferida do Señor Abravanel, e tudo leva a crer que será reprisada mais 987 vezes até o ano 2312.

Sinopse:
A novela da Televisa conta a história de Paulina, a gêmea boa e pobre, e Paola, uma mulher perigosa, ambiciosa, porra louca e muito diva, tipo, eu amo a Paola Bracho e a sua gargalhada super irônica e malvada e malvada, enfim, personagens interpretadas por Gabriela Spanic. A história delas se cruza no momento em que Paola  tenta se divertir longe do marido, Carlos Daniel, o ator Fernando Colunga que já participou de todas as novelas mexicanas existentes, e propõe à pobre e doce Paulina que elas troquem de papel. Com problemas financeiros e querendo ajudar a mãe, Paulina aceita a proposta, passa a viver a vida de Paola na mansão dos Bracho, junto com Dona Piedade, que adora uma cachacinha, conhaque ou alucinógenos de efeito prolongado, os dois filhos de Carlos Daniel, Estephanie, a irmã feia e chata de Carlos Daniel e o cunhado Wylly, que também dava uns pegas na Paola que era muito safadona. Assumindo o lugar de Paola, a mocinha se vê diante do alcoolismo de Piedade e dos problemas da empresa do marido da vilã.
Mas o que ninguém poderia esperar é que Paulina e Carlos Daniel se apaixonam de verdade.  E que Paola estaria prestes a reassumir o seu posto...
E a história é longa, Paola volta, a usurpadora é presa, o pentelho chato filho de Carlos Daniel foge, a irmã fica louca e blá blá bá, se quiser assiste porque ta passando de novo. Mas tudo termina como em todas as novelas, Paulina se casa com o hombre Carlos Daniel e eles vivem felizes para sempre.






“Oi Usurpadora, sabe quem sou eu? A verdadeira PAOLA BRACHO, imbecil .”
“Sempre há uma testemunha perigosa de nossas maldades... mas os mortos não falam.”
“Ai, Carlos Daniel como você é brega!!!”
“Vou cortar a sua língua e arrancar os seus olhos. Acha isso suficiente?”
“Eu quero que a vovó Piedade morra aquela velha maldita.”
- Diva Bracho. Paola.



4 comentários:

  1. odiei quando trocaram a belinda pela daniela, já viu como ela tá hoje? adorei a postagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi as duas, a Belinda tá, tipo, muito gata, a Daniela também tá bem bonita. Obrigada ;)

      Excluir